Vemos uma mulher que trabalha em workflow em empresas jurídicas.
Publicado em 23 de maio de 2022

Workflow em empresas jurídicas: como impacta? Veja 4 dicas para criar!

Atenção, gestor! Já pensou em como o workflow em empresas jurídicas pode impactar na entrega do trabalho realizado? Manter um bom fluxo é essencial para garantir um bom resultado.

Neste artigo, explicamos melhor como ele impacta na sua empresa e demos dicas para melhorá-lo. Continue lendo!

Qual o impacto do workflow em empresas jurídicas?

Primeiro, vamos entender o que é o workflow. Essa expressão nada mais é do que “fluxo de trabalho”. Ou seja, representa uma organização das etapas e ordem em que as coisas vão acontecer. Como se dá o processo na empresa. Dessa forma, torna os serviços otimizados, garantindo mais agilidade para os membros da empresa de advocacia. Além disso, melhora a qualidade e eficiência das entregas.

Podemos citar como vantagens da implementação do workflow em empresas jurídicas:

  • automatização dos fluxos de trabalho;
  • controle dos processos legais;
  • redução do tempo gasto em tarefas repetitivas;
  • educação de custos na empresa;
  • aumento da produtividade;
  • minimizar as chances de erros, como perda de prazos.

4 dicas para criar workflow em empresas jurídicas

1- Analise os fluxos de trabalho atuais

Já chegou em um restaurante e percebeu que os funcionários estavam enrolados? Provavelmente não tinham um fluxo definido, certo? A mesma coisa pode estar acontecendo na sua empresa, mas pode ser imperceptível aos seus olhos, pois está acostumado. Sendo assim, analise a fundo o fluxo atual do seu departamento. Precisa de melhorias? Defina as estratégias e o novo workflow para adotá-las e garantir a entrega de um melhor resultado!

2- Faça um levantamento das tarefas e responsáveis

Identifique quais são as tarefas e processos em aberto, que precisam ser realizados, e quais as pessoas responsáveis por cada um. Existem atividades que podem ser feitas individualmente, mas algumas pedem apoio. Sendo assim, avalie com cuidado e entenda o que precisa ser mudado, ou o que pode ser mantido. Depois, defina quais tipos de tarefas precisam de grupos ou podem ser executadas por uma única pessoa.

3- Identifique os recursos do departamento jurídico

Além de entender o que era feito antes e como pode ser melhorado, também é preciso identificar os recursos disponíveis para definir o workflow em empresas jurídicas. Por isso, entenda quantos profissionais você tem, quanto tempo disponível existe para a execução de cada tarefa e quais ferramentas a empresa pode utilizar. Isso se vale tanto para softwares de gestão, como para comunicação. A equipe precisa estar integrada!

4- Defina um fluxo

Por fim, defina seu fluxo! Quais tarefas ficarão com quais profissionais? Como será a execução de cada uma? Em alguma etapa precisará passar para outro funcionário? Faça um desenho com o fluxo de trabalho, início, meio e fim. Ele deve ser detalhado e deixar claro como funcionará os processos depois de sua implementação. Isto é, até mesmo os imprevistos.

Conte com o sistema Gerpro!

Já conhece o software jurídico Gerpro? Nosso sistema pode ajudar sua empresa a garantir um bom fluxo de trabalho, bem como garantir os melhores resultados. Com nossa ajuda, você mantém um melhor controle dos processos, bem como de datas e prazos. Assim, faz uma entrega de qualidade para seus clientes.

Conte com nosso software gestão de processos judiciais! Entre já em contato e conheça nossos planos! Ligue para (21) 3411-9368!